4

SAIU NA ÉPOCA HOJE

HOJE A ALERGIA É TÃO COMUM QUE ESTÁ GANHANDO A MIDIA A CADA DIA ...

Acho MARAVILHOSO SAIR NA MIDIA , pois quando a gente conta as pessoas acham que estamos loucas ou que somos ( mães neuróticas )

A BAIXO TEMOS A REVISTA ÉPOCA COM UMA MATÉRIA SOB O ASSUNTO .






.
.
.
AGORA UMA MATÉRIA NO FANTÁSTICO
MENINO TEM ALERGIA A TODO TIPO DE ALIMENTO .

Menino de 5 anos tem alergia a todos os tipos de alimento
Káleb passa 20 horas por dia com uma sonda ligada ao estômago. O soro com os nutrientes essenciais fica numa garrafa dentro da mochila.
Uma epidemia dos tempos modernos: hoje,1 em cada 3 adultos e 4 em cada 10 crianças têm algum tipo de alergia. Será uma consequência da vida nas grandes cidades? O Fantástico foi ao sul da Austrália conhecer um menino com uma doença que a medicina não consegue explicar. Kálib tem alergia total a comida.
À primeira vista, Káleb, de 5 anos, parece normal: gosta de brincar, andar de patinete na rua tranquila onde mora, em Adelaide, sul da Austrália. Mas o que é um prazer para a maioria das pessoas, para o menino é um risco. Káleb tem múltiplas alergias e intolerância a todos os tipos de alimento. Ou seja: ele não pode comer nada! Uma doença ainda sem explicação. A mãe dele, Melissa, tentou comida orgânica, tirou o glúten da dieta. Nada funcionava. No fim do ano passado, Kaleb foi internado com o estômago cheio de feridas. Os médicos decidiram cortar todos os alimentos. "É duro para uma mãe ver um filho passar por isso. Como fazer uma criança de 5 anos entender que ela vai passar mal se comer?", pergunta Melissa. Hoje, Káleb passa 20 horas por dia com uma sonda ligada ao estômago. O soro com os nutrientes essenciais fica numa garrafa dentro da mochila. O governo banca o tratamento, e também uma enfermeira que acompanha o menino na escola. Abatida, a mãe de Káleb se questiona: "será que isso tem a ver com os produtos que colocam na comida, como os agrotóxicos? Parece que as novas gerações estão ficando cada vez mais doentes". Há 50 anos, crises de alergia eram bem mais raras. Hoje, o ambulatório do Hospital das Clínicas em São Paulo vive recebendo pacientes como Adriane de Araújo, de 13 anos, vítima da poluição. “Eu estou fazendo tratamento de rinite, sinusite, bronquite e asma”, comenta a menina. A alergia, tanto alimentar quanto respiratória, é sempre uma batalha do organismo para expulsar um corpo estranho. Mas uma batalha exagerada. Anticorpos provocam, no sangue, a liberação de histamina, substância responsável pelos sintomas mais comuns da alergia, como espirros. “Coceira na pele, no nariz, às vezes, cólicas, diarréias e vômitos. E os três vilões mais importantes são o leite, o trigo, o ovo; principalmente a clara do ovo”, explica o médico Fábio Castro, que é vice-presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia. Para o cabo da Aeronáutica Marcos Moreira, o trigo acende o alerta vermelho. O militar escapou por um triz de um choque anafilático em pleno trânsito de São Paulo, dirigindo um caminhão a caminho do quartel. “Começou a coçar o corpo, comecei a inchar e perdi a voz”, lembra. Logo depois do café da manhã, Marcos tinha feito esforço, carregando o caminhão. E esse foi o perigo. A alergia dele tem um detalhe incomum: o cabo se sente mal apenas quando consome trigo e depois faz exercício físico. “Ele já foi orientado a não fazer ingestão de nenhum alimento que contenha trigo quatro horas antes de qualquer atividade física”, explica a alergista Hospital das Clínicas. São ainda hipóteses para explicar o crescimento vertiginoso das alergias. Enquanto isso, na Austrália, o pequeno Káleb espera por uma trégua do próprio corpo. "É um longo caminho. Depois que ele se recuperar das feridas no estômago, vamos tentar voltar aos poucos com a comida", revela o pai. E quando ele estiver livre das restrições, Káleb já sabe o que vai pedir pra comer: churrasquinho de frango!

4 comentários:

Cris, mãe dos Lus disse...

Vivi, realmente a divulgação é ótima mesmo. Até para as mães terem uma orientação quando se sentem perdidas, né?
Entender mais sobre a alergia.
Eu vi a história do menino, que coisa mais linda, comovente. Espero que logo consigam uma alternativa para ele.
Bjs

Malú contra a ALERGIA ALIMENTAR disse...

Cris

Pois é , eu acho ótimo sair matérias assim , pois eu não sou a unica que sofre , nem sou taxada de doida .kkkk

Um Bjoooooo

Família Bastos disse...

Eu achei super legal a materia do Fantastico. Foi muito bom divulgar ate para que as pessoas entendam a luta das maes com filhos alergicos. E como vc bem disse, nao ha exagero. A verdade eh nua e crua. Foi excelente tb para que as pessoas pensem muito bem antes de inventarem contos no Orkut sobre filho alergico. Isso eh coisa seria demais.

Beijocas

Malú contra a ALERGIA ALIMENTAR disse...

Oi Juliaaaaa

Pois é .. Foi bom sim pras pessoas observarem a realidade..

bjos vivi

Postar um comentário

Minha Florzinha Crescendo

Guia Infantil