2

HISTÓRIA DE CAIO

Caio nasceu de parto cesáreo com 39 semanas pois entrei em pré-eclampsia. Com 3.085kg e 48cm. Apgar 9 e 10.

Algumas horas depois me trouxeram ele para amamentar, ele recusava o peito, e, antes de mamar no meu peito ele já vomitou grande quantidade de leite.

Questionei as enfermeiras pois não queria que tivessem dado leite. Só no outro dia ele pegou o peito. Já no hospital começaram as crises de choro agudo.

Em casa ele passou a mamar pouco, fui orientada a acorda-lo para mamar. Fiz isso. Ele começou a gostar da coisa e pendurou no peito.

Nossa rotina dos dois primeiros meses foi essa: crises de choro e cólicas das 4h da manhã às 6h... das 6h ao meio dia peito sem parar... cochilinho de meia hora, das 13h às 18h peito sem parar novamente, das 18h às 22h crise de choro, eram gritos desesperados de dor, nada consolava. às 22h dormia cansado de tanto chorar... daí dormia 40 minutos e peito,40 minutos e mais peito. Nem preciso dizer que engordou muito... Eu levava ao hospital várias vezes por semana e só me diziam que era cólica, ele estava engordando, então estava perfeito. A pediatra dele achava o máximo ele passar horas a fio no peito...

E eu só ouvindo que não era normal um bebê chorar e mamar tando daquele jeito... mas ele estava "bem", então não vivi, só amamentei enquanto pude. Até que com 1 mês ele começou a mamar e vomitar, mamar e vomitar... e só chorava. Fui convencida que ele tinha fome, dei Nan. Ele ficou sufocado, muito mal, e sangrou nas fezes. Voltamos ao peito e, apesar das horas a fio de mamadas, ele começou a perder peso. No final do segundo mês dei Nan novamente e novamente sangramento nas fezes e sufocamento. Minha prima, mãe de uma APLV o diagnosticou sendo alérgico e me doou 6 latas de alergomed (similar ao pregomin)da filha dela. Por cansaço, esgotamento, falta de informação e impossibilidade de passar o dia amamentando, já que voltei a trabalhar, tirei ele abruptamente do peito. Nunca fui informada da dieta...

então, assim que entrou no alergomed os choros cessaram. Cólicas persistiam, ele gemia a noite toda, se contorcia...mas não gritava mais. Voltou a ganhar peso como um touro. Levei na gastro pediatra e na médica de alergia aliementar. Foi confirmado o diagnóstico de DRGE e APLV, passei a receber alergomed do Governo. Os vômitos persistiam intensos. Nessa época eram 6x em cada mamada, engasgos, primeiras cianoses. Começamos com digesan, fomos para label+motilium, omeprazol+label, Losec... nada de melhorar. E aos 6 meses ele ainda tinha cólica. Só então concluímos que ele tinha alergia tb ao hidrolizado. Entramos com Aminomed (similar ao neocate) e as cólicas cessaram imediatamente. Mas o refluxo piorou. Passaram a ser 9 vômitos a cada mamadeira, vomitava umas 30 vezes ao dia, começou a ter tosses de engasgo a noite toda, sono agitado. Tentamos espessante Thicken Up, não aceitou... tiramos a alimentação e deixamos exclusivo. Porém, quanto mais líquido, mais ele piorava.

Assim levamos os últimos meses. até que, aos sete meses e meio, os engasgos pioraram, Caio começou a fazer 3 cianoses ao dia. Então foi internado. Dentro do Hospital ele fez nova cianose e desta vez aspirou leite para o pulmão. Fez pneumonia. Achei que tínhamos chegado ao fundo do poço, pensei em concordar com a médica que sugeria cirurgia. Achei que não tinha solução.

Qual não foi minha surpresa! Ele se recuperou da pneumonia em 5 dias, está em casa há 7 dias, completou 8 meses nesta semana. Essa semana em casa foi a melhor das nossas vidas. Ele dormiu a noite toda, não vomitou mais, não chorou, está super vivo, animado, alegre. Engordou mais.

Estou muito feliz e confiante na recuperação dele, espero que minha luta esteja chegando ao fim. Pois já não suportava mais. Sempre confiei que Deus está cuidando dele, e Deus jamais nos desamparou mesmo.

Já consigo imaginar Caio tomando leite ninho rsrsrs



bjs à todas, e firmes na nossa luta!


atualizado 02/03/11

Bem, a luta não chegou ao fim conforme eu acreditava,houve muito mais caminho a ser trilhado, e acredito que ainda tenha um bocado de chão.

Caio passou 2 semanas muito bem com o uso de predsim, mas assim que terminou o remédio os vômitos e as cólicas foram voltando, suspeitamos até de Esofagite osinofílica, pois melhorou com corticóide. Fizemos endoscopia, que não descartou nem confirmou a doença.

Daí vieram mais crises respiratórias, diagnóstico de bronquite, bronco-pneumonias, mais cólicas, mais refluxo, mais noites mal dormidas.

Mudamos o leite para neocate e ele apresentou melhora significativa. Mas acabou comendo um biscoito com soja, ficou bem debilitado e com diarréia e muco, por isso suspendemos a alimentação, para poder recomeçar do zero.

Ele está exclusivo há 20 dias e voltou a melhorar muito. Porém as crises respiratórias persistem.

O que mudou? Meu jeito de pensar! Parei de sonhar com leite ninho, parei de tentar encará-lo como uma criança comum, assumi a alergia dele. Meu sonho agora é que ele fique bem! Ele está feliz tomando o neocate dele, está crescendo, engordando e dormindo melhor. Vou ter calma, paciência, perseverança… nossa jornada é longa!

2 comentários:

Taiza Godoy disse...

amiga meu bebe tbm tem alergia esta tomando alergomed vc pois algo no leite pra melhorar o gosto horrivel delee tadinhos né ta uma dó ver ele tomando esse leite de gsto ruim ...

quem bom te acha nos visite quando puder bjos

taiza

The Angel Vaper disse...

NOSSA TADINHO DELE E DE VC TB POR TANTO SOFRIMENTO... ESPERO QUE ELE JÁ ESTEJA TOTALMENTE RECUPERADO! ABÇS!

Postar um comentário

Minha Florzinha Crescendo

Guia Infantil