0

HISTÓRIA DE GABRIEL

Eu sou Amanda, mãe do Gabriel de 8 meses de idade. Descobri a alergia dele com um mês de nascido. Gabriel nasceu a termo e com 3145 kgs.Assim que nasceu ele teve apnéia respiratória e não conseguia mamar de modo algum no peito,já nasceu com a barriguinha estufada na maternidade ele só fazia chorar, a enfermeira deu a ele no copinho Nan, foi o que deu uma melhorada para que ele pudesse dormir.

Quando saímos do hospital ele não melhorava de modo algum, só chorava, praticamente não dormia, só queria ficar no colo. Levei ele ao pediatra uma semana depois e ele que havia nascido com 3.145 já estava com 2.900. Naquele momento perguntei a pediatra se era normal, disse a ele da rotina do Gabriel, mas por eu ser nova (tenho 22 anos) ele não ligou achou que eu estivesse aumentando…Ele disse “Mãe,bebê chora!”. Com 10 dias de nascido Gabriel só chorava, não mamava direito e para piorar parou de fazer xixi, corri com ele para a emergência e o médico disse que era baixa ingestão. Deu soro e nos liberou.

No dia seguinte acordei com ele sufocando no próprio vômito,voltei a emergência aí o médico disse que era infecção urinária sem ao menos pedir exame de urina. Dei o remédio que ele mandou e durante o “tratamento” ele teve uma melhora.

No dia das mães fui para o Rio e o levei em outro médico,chegando lá a médica o internou alegando desnutrição (2.500 kgs) meu mundo caiu. Além da desnutrição ainda estavam dizendo que ele tinha problemas no fígado pois todos os exames davam muito alterados (TGO,TGP e Bilirrubina). Ele foi para a UTI, ficou na incubadora. Fez exame de sangue todos os dias e começaram a dar Nan pra ajudar a engordar. Só que todo dia ele engordava um pouquinho e emagrecia muito. Foi quando começou a sair sangue nas fezes. A médica disse que era “normal”, porque até então Gabriel mamava exclusivamente no peito.

Quando ele deu uma melhorada fomos para o quarto. No meio disso tudo o meu plano de saúde que cobria ele parou de dar cobertura e tivemos que ser transferidos para um hospital público. No antigo hospital o exame diagnosticou infecção urinária de novo, o que não foi comprovado para o hospital público. Lá colocaram sonda no nariz dele de Nan para ele engordar pois ele já estava com 1 mês e não tinha nem o peso que ele nasceu. Os sintomas da alergia só piorando até que começou a fazer fezes com sangue novamente até que a Drª Verônica (gastro) chegou para ver o Gabriel disse a ela tudo o que estava ocorrendo bem na hora Gabriel fez cocô, ai ela viu e na mesma hora disse o que era… Nossa fiquei muito aliviada, pois até hepatite diziam que ele tinha. Ela introduziu o Neocate e da noite para o dia ele engordou quase 400 gramas! Aí graças a Deus fomos liberados, depois dessa internação ele só passou mal devido a alergia uma vez. Sigo tudo a risca, vejo que ele tem melhorado muito. Além do tratamento convencional ele faz yoga para bebê e eu me trato com Ayurveda que é a medicina Indiana. Ao me deparar com essa alergia,vejo que a cada dia que passa nascem mais crianças portadoras e simplesmente nada é feito!!

Atualmente, tenho um Grupo de Encontro de Mães e Pais de crianças alérgicas, para divulgar sobre a alergia à APLV, trocar receitas, nos conhecermos pessoalmente, enfim… Espero que a cada dia que passa cada vez mais pessoas se conscientizem e nos ajude a divulgar a alegria e a luta diária que é ser mãe de um bebê alérgico. Para que mais nenhum pimpolhinho sofra tanto com isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha Florzinha Crescendo

Guia Infantil