0

HISTÓRIA DO PIETRO

Meu nome é Ana Claudia, tenho 38 anos, casada há 6 anos. Sou  mãe do Pietro, ele tem 1 ano e 7 meses.
Bom, como descobrimos sua intolerância a proteína de leite e soja?
Desde que nasceu, o Pietro sofria com cólicas muito forte. Evacuava a cada 5 , 6 dias e com ajuda de supositório. Era um sofrimento para colocar, ele gritava muito e eu, mãe de primeira viagem ficava desesperada. O pediatra dizia que era normal: ora porque o intestino estava em formação, ora pq tem cólica mesmo, algum alimento que eu poderia estar comendo e dando cólicas nele. Cortei os alimentos que todos falam: leite, chocolate, feijão, pimenta, etc…….e a cólica continuava. Até então  era alimentado exclusivamente com leite materno.
Quando ele completasse  6 meses de vida eu iria voltar a trabalhar, então com 5 meses e meio e introduzi o leite Nan. Ai tudo piorou: cólicas, intestino preso, e respiratório: sinusite, tosse, otite, uma caixa de remédios..
E quando ele completou 7 meses evacuou sangue vivo duas vezes, e tinha uma cólica monstruosa. Isto aconteceu sábado à noite. Fomos correndo para a emergência da Unimed e ele gritava tanto que o médico levou imediatamente para fazer ultrasson. Cada passada da barriguinha dele ele gritava, foi horrível e foi diagnosticado que ele teve invaginação. (Vou explicar como o médico me disse, uma parte do intestino engole a outra, e precisa operar para desfazer ,  porque a parte engolida pode necrosar ou explodir sangue dentro do intestino, é morte imediata).
Na hora chamaram o cirurgião, que estava em outra cidade, o anestesista, e pediram para eu assinar a internação. meu bebezinho ia tomar anestesia geral………Meu Deus, meu mundo caiu. Chamamos o pediatra dele, ele veio e confirmou o diagnóstico e a necessidade da cirurgia. 

Quando o “santo” do Dr. Willy chegou confirmou o diagnóstico, chamou a equipe e disse, vou tentar um procedimento antes da cirurgia. Levou a maca para uma sala de exames. Até então o Pietro nunca tinha se separado de mim…..eu escutava ele na outra sala gritando, berrando, parecia que estava arrancando meu coração sem anestesia. Ele colocou uma sonda dentro do ânus com um balão de gás na ponta e ficava inflando. Imagina a dor que ele sentiu? Até que o Dr. abriu a porta e disse: consegui desfazer a invaginação………NÃO VAI PRECISAR OPERAR. Corri pra pegar o Pietro no colo. Chorei tanto de alegria, e disse mais: ESTE SINTOMA DO SEU FILHO É DE ALERGIA DE LEITE, VÁ INVESTIGAR. Daí começou a nossa trajetória na alergia.
Procurei a gastro  que nos atendeu na Unimed, e começamos a testar os leites, primeiro ela deu o Elegê, para reduzir a lactose, depois fomos para o Pregomim e Alfaré. Os sintomas respiratórios e gastrintestinais continuaram. Até veio do Alergomed, este foi a gota d´água e finalmente o Neocate. Com o Neocate ele continuava com os sintomas, até que a gastro descobriu que era alérgico a soja também.
A invaginação aconteceu em  novembro/2009 e  consegui pegar o leite Neocate em fevereiro/2010.
Desde então, fazemos a dieta de exclusão, agora ele toma o Aminomed, sempre tem uma coriza, uma tossinha, mas nada comparado ao que já passamos.
Ontem a pedido médico fiz  introdução da soja, com 10 ml de leite Nan Soy, no final do dia, ele estava com muito catarro verde, nos olhos também, a ramela era verde, tosse e nariz trancado, um pouquinho de assadura……..ou seja, nada de soja.
Sou viciada em ler rótulo de alimentos, em procurar receitas, enfim, sou mãe……….

Esqueci de mencionar os exames que ele fez também, os quais foram muito sofridos para todos nós. Depois daquele susto, da invaginação, fezes com sangue, as cólicas dele continuaram mesmo com a troca de leite. A gastro pediu, vários exames. Vários tipos de radiografia do intestino, exames de  contraste do estômago, o que eu esqueci de contar que fizemos biopsia do intestino e do estômago, e teve que tomar anestesia geral. O anestesista me chamou para ver o Pietro tomar anestesia e ir desfalecendo – foi horrível!
Mas hoje , ele está 90% bem convivendo a alergia.
Eu chorava a noite, porque na hora de dormir, eu pegava uma caixa de remédios para dar, um horror…  Mas vai melhorando, tenha fé. Por tudo quer já passamos, hoje estou no céu. Sabe, escrevendo isso, eu tinha esquecido dos exames de biópsia, tanto que sofri, que tinha esquecido, sem contar que o laudo demorou 15 dias para ser concluído.Imagina a ansiedade…
Mas tenha fé, força, vamos em frente!!!!
Bem, esta é a história do Pietro.
beijos
Ana Claudia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha Florzinha Crescendo

Guia Infantil