0

HISTÓRIA DE BEATRIZ E RAFAEL


001


Nesta foto estão meu dois anjos lindos, a Beatriz e o Rafael.

A Bia nasceu magrinha e até hoje só tem bochechas... mas nunca me deu problemas de saúde!
O Rafa nasceu enorme, com 3,850 e 53 cm, no dia 28/04/2009, as roupinhas que levei pro hospital nem couberam,rsrs, mas meu pequeno mal acabou e fomos pro quarto, ele ficou comigo, mas fui informada de que ele não poderia mamar até que chegasse o resultado do anti-hiv que já tinha sido colhido a 8 horas, então a enfermeira deu uma tampinha de nan pra ele e isso não me incomodou, pois a Bia precisou do NAN com 1 mês de vida, pois chegou a ficar abaixo do percentil 3... Mas com ela eu tive que me virar sozinha, nenhum médico passou o NAN nem muito menos indicou, eu vi que minha filha perdia peso e dei, mas voltando ao Rafa... ele tomou o NAN e começou a reclamar, acho que era fome mesmo, mas sei lá, podia já ser uma reação, em seguida ela foi ver o exame estava pronto e ela disse que ele já poderia mamar, dei LM e ele pegou de cara, sempre gostou muito do mama dele e era incrível ver a vontade dele de mamar, mamava bastante, mas tinha seu tempo de durmir, a Bia nunca golfou, mas com o rafa chegou a acontecer algumas vezes, acho que não era reação pq ele realmente mamava muito, mas sempre fez muito cocô e bem líquido, achava coisa de bb, minha filha tinha intestino preso, então todo cocô normal seria novidade pra mim... agradecia a Deus por não precisar passar por outro bb com intestino preso, pois tinha achado aquilo muito ruim...
Com o passar do tempo começaram a aparecer os problemas, ele ficou exclusivo no LM até 4 meses, depois disso queria as papinhas, acabei dando pq ele via a Bia comer e se achava no direito de ter tbm, começou a apresentar os problemas respiratórios... Sempre consultei com o mesmo pediatra e vi que meu filho não estava respondendo aos xaropes que ele indicou para uma gripe, que foi se agravando aos poucos até chegar ao ponto de ir ao PS com ele e lá descobri que o pulmão dele já tinha sido afetado, o diagnóstico foi "bronquiolite" ficou assim por 1 mês e meio até que se recuperou... continuei a dar mamadeira e as papinhas doces e salgadas, além de sucos variados...Estava sempre "resfriado", foi assim que conheci o Predsin... ele tomava pelo menos uma vez por mês! Era figurinha freqüente no PS, pois era de repente. acordava bem e depois do almoço estava com falta de ar!!!
Assim fomos levando até que aos 11 meses comecei a entrar em mundo muito estranho, eu que nem faculdade fiz estava aprendendo em 1 mês tanta coisa sobre medicina que nem lembrava mais meu nome...rsrs... Ele ficou internado do dia 1 ao dia 9 de abril foi pra casa e não melhorou, quando foi dia 22 de abril fui de novo ao PS e ele foi novamente internado, ficou até o dia do seu aniversário de 1 aninho, dia 28 de abril, fomos pra casa com mil recomendações, começamos a tratar com uma alergista que disse que ele tinha asma sem fazer nenhum exame, passou Flixotide e Singulair baby, ele usou, mas como era longe preferi trocar de médico passei para outro 2 meses depois e esse passou os testes cutâneos e Ige para poeira, pelo, ácaros e outros inalantes, deu tudo negativo, conversando com ele veio a pergunta: Quantas vezes ele evacua por dia? Na época eram 5 a 6 vezes por dia, e o próprio alergo surgiu com a possibilidade de APLV, me deu uma tabelinha que falava sobre as diferenças entre APLV e Intolerância e eu li, me empolguei, pois pela primeira vez senti que entendia qual era o problema que tanto afligia meu bb...mas na consulta seguinte fizemos o teste cutâneo para alimentos e deu tudo negativo, na mesma hora ele descartou a possibilidade de alergia, mas, para o azar dele eu ja tinha me informado, e sabia que é comum dar falso negativo em testes cutâneos e rast em menores de 2 anos... Quando passei tudo isso ao pediatra ele disse que pelo visto oq o Rafael tem é Intolerância e que eu deveria tentar dar biscoitos com leite de vez em quando, para acostumar o organismo a produzis lactase... e com isso estou agora trocando todos os médicos dele... procurei outro pediatra que pediu o rast alimentar, o resultado??? negativo mais uma vez... Acredito que ele vai entrar pro time dos médicos que duvidam da alergia dele... Não quero ser a atormentada, mas quero que passem todos os exames que meu filho precisa para poder confirmar ou descartar a alergia... Acontece que a única coisa que quero é a saúde do meu filho... Nessa história ainda faltou contar que sou a paranóica, a louca, e muitos outros adjetivos que recebo da própria família, pois ninguém acredita em nd do que digo, se digo que as fezes estão moles e ele comeu alguma cisa que fez reagir, vem um dizer "isso não é diarréia, tem uma parte durinha ai no meio"!!! Fico louca, mas infelizmente meu filho só pode contar comigo... Espero que vcs tenham mais sorte que eu e espero tbm poder contar com vcs, pois minhas forças estão no fim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minha Florzinha Crescendo

Guia Infantil