1

HISTÓRIA DE PEDRO ( MICHELLE)

AO MEU FILHO QUERIDO,

No dia 22 de outubro de 2009 vi pela primeira vez os seus olhinhos. Você chorava, estava assustado e com frio. Era noite e você foi levado ao berçário para que eu pudesse descansar.

No dia seguinte, bem cedinho, te trouxeram para mamar pela primeira vez, notei a sua pele muito avermelhada e empolada. Tinham te alimentado com leite em pó e já apresentava os primeiros sintomas de uma alergia alimentar.

Passei sete meses virando noites acordada com você chorando no meu colo, sem saber o que sentia e o que fazer. Durante o dia não pregava o olho com engasgos, golfadas, choradeiras, mamadas, diarréias, vômitos, febre, infecções, pneumonias, dificuldades respiratórias, assaduras que deixavam seu bumbum em carne viva, etc...

Quando os médicos não acreditavam que você resistiria muito tempo, um anjo cruzou o meu caminho e me indicou um médico que salvaria a sua vida. Sua alimentação foi quase totalmente suspendida, fiquei desesperada e insegura. Você só poderia tomar um leite especial, o Pregomin. Será que seria a atitude correta para um bebê tão fraquinho?!


Passaram-se quinze dia apenas e você passou a ser uma criança mais alegre, forte e saudável. Só que sua alimentaçao é tão cara! Uma lata do seu leite custa R$150,00 e você toma doze latas por mês. Mesmo com muita economia e trabalho não conseguimos manter este custo tão alto.

Lutei muito e consegui o direito de receber a sua alimentação pela Prefeitura. Mas foi por tão pouco tempo. Logo em seguida, seu leite entrou em falta e não nos forneceram mais. Mamãe luta na justiça para que a Justiça seja feita. Tenho certeza, meu filho, que vamos ganhar essa luta pela sua saúde e sobrevivência. Tenho ceteza que ainda existem, neste mundo, pessoas que se importam com seu direito de viver e sobreviver. Não acredito que a Justiça seja tão injusta e não faça nada por você.

Enquanto a Justiça não é feita, acredito no amor, solidariedade, carinho, compaixão e ajuda de amigos, familiares, conhecidos e até desconhecido para manter a sua alimentação. Como toda mãe, amo você e quero te ver crescer forte e saudável, como uma criança normal.

Quero que você saiba que não vou desistir nunca! Farei o possível e o impossível por você.

Te amo!

Sua mãe, Michelle.



Hoje, aproximadamente um ano depois de escrever esta carta, descobrimos após tentar a introduzir a alimentação diversas vezes sem sucesso, que o Pedro tem uma doença associada à alergia alimentar chamada Púrpura Trobocitopênica, no qual seu organismo destrói as palquetas tentando combater "o inimigo" (o alimento) e causando hemorragias e risco de vida. Com isso sua alimentação continua sendo exclusiva de fórmula especial. Com a suspençao da fabricação do Pregomin, fizemos diversos testes com outras fórmulas para substituí-lo mas não tivemos sucesso com nenhum ainda. Estamos na terceira tentativa da introdução do Neocate, sendo 6 partes de Pregomin e 1 de Neocate, mas mesmo assim o Pedro reclama muito de dores na barriga, ficando enjoadinho, chorão e febril. Nossa única alternativa é insistir, monitorando as plaquetas e suspendendo o Neocate em qualquer sinal de Púrpura. Eu choro em vê-lo reclamando de dor e me pergunto diversas vezes porque tiraram o único alimento do meu filho de produção. Graças a Deus tenho recebido o Neocate pela justiça (pois a prefeitura nunca tem a quantidade que preciso), fiquei uns três meses recebendo apenas doze latas para o mês, sendo que o consumo mensal se alterou para 20 latas devido a necessidade do meu filho. Tive que lutar muito para conseguir aumentar a quantidade, a juíza recusou por 3 vezes, sendo que na última vez levei três laudos de médicos diferentes e ela teve que acatar. Como não tem o Pregomin na prefeitura e nem disponível para vender na empresa eu tenho trocado a maioria das latas de Neocate por Pregomin de outras crianças de outros lugares que ainda possuem o Pregomin em seus estoques. As vezes me pergunto: E agora? O que vou fazer quando o Pregomin acabar de vez? Será que até lá já terei conseguido introduzir o Neocate? E se não conseguir introduzir o Neocate? De que meu filho vai se alimentar?



É isso, nossa vida é uma enorme interrogação. Daqui pra frente só Deus sabe o que vai acontecer.



Abraços Michelle (Pedro)

Um comentário:

Anônimo disse...

Minha neta teve varios desarranjos no inicio de sua vidinha... o peito da mãe abriu em feridas, teve todo apoio possível. Acabamos introduzindo um famosa formula.Nosso bebe tinha cólicas terríveis. Resolvemos junto à Pediatra introduzir a fórmula com soja. Graças a Deus deu certo. Uma marca nova mas conhecida na praça devido a outros alimentos infantis.

Postar um comentário

Minha Florzinha Crescendo

Guia Infantil